Linguagem dos Gatos: Entenda o comportamento felino

Linguagem dos Gatos: Entenda o comportamento felino
Seu gato compartilha muitas de suas emoções.

-

O COMPORTAMENTO FELINO

Depois de entender os aspectos básicos do comportamento do seu gato, você poderá interpretar rapidamente como ele se sente. Se você está tentando entender o comportamento do seu gato, nosso guia explicará tudo o que você precisa saber para falar o idioma dos gatos!

 

ESTADO NEUTRO (RELAXADO)

É assim que seu gato passa a maior parte do tempo em que está acordado e é uma parte fundamental da linguagem dos felinos: relaxado, feliz e confortável em um ambiente familiar. Ele deve olhar como se estivesse satisfeito em ver a vida passar.

 

Se ele estiver deitado, pode estar esticado, enroscado em uma bola ou descansando com a cabeça erguida e as pernas bem dobradas sob o corpo.

Seus olhos piscarão suavemente ou estarão meio fechados.

As orelhas vão estar relaxadas, mantendo-as despreocupadamente na posição vertical e para a frente, embora elas possam virar para os lados independentemente se o gato ouvir ou não alguma coisa ao seu redor.

Também os bigodes relaxam, afastando-se das bochechas, dando a sensação de um sorriso.

O corpo mantém uma postura elegante e relaxada, sem qualquer tensão que sugira que está prestes a entrar em ação.

 

ESTADO DE ATENÇÃO

Pode parecer engraçado e fofo, mas desde a sua criação seu gato é projetado para ser um excelente caçador: ele pode perseguir e capturar facilmente sua presa, e é capaz de se concentrar 100% em seu alvo. Se o seu gato se concentrar em um pequeno objeto em movimento, ou algo novo ao seu redor, você notará que a sua linguagem corporal muda à medida que ele tenta decidir qual é a melhor resposta para esse estímulo.

 

Os olhos se abrem e as pupilas se contraem.

As orelhas e os bigodes são direcionados para a frente, com o corpo inclinado para o centro de sua atenção.

O corpo agachará enquanto estiver perseguindo, com suas patas traseiras grudadas sob o corpo.

A linguagem do rabo do seu gato mostrará a atenção mantendo-o baixo atrás dele. A ponta da cauda, ​​assim como a parte traseira, pode se mover espasmodicamente enquanto se prepara para atacar.

Se o objeto de atenção é você, por exemplo, se ele está tentando obter comida ou mimos, ele pode esfregar-se contra você com a cauda ereta, mas não se deixe enganar: ele segue concentrado em seu objetivo!

 

ESTADO DE FELICIDADE

Um gato feliz é fácil de reconhecer: você entenderá facilmente a sua linguagem corporal. Este é o estado em que você prefere que seu gato passe a maior parte do tempo, pois é o estado perfeito para desfrutar de um bom tempo juntos.

Se estiver sentado, ele estará relaxado e em posição vertical, com as orelhas voltadas para cima e para frente, mas relaxadas, às vezes orientando-a suavemente em direção a sons conhecidos, como as vozes da família.

Se ele estiver deitado, poderá ter as patas dobradas sob o corpo, ou pode estar estirado de lado ou até de costas com as pernas para fora, indicando que está completamente feliz.

Ele pode cochilar com os olhos fechados ou semifechados, ou parecer que as pálpebras pesam, quase como se estivesse sonhando acordado às vezes. Se ele piscar devagar, tente piscar lentamente você também para mostrar que está relaxado: esse comportamento de imitação é uma maneira fantástica de reforçar o vínculo com o seu gato.

Os bigodes relaxarão e a cauda permanecerá imóvel (ou vertical com uma ligeira curva se estiver cumprimentando você).

Se você o acariciar, poderá fechar os olhos com satisfação e começar a ronronar gentilmente.

 

ESTADO DE ANSIEDADE

Os gatos são muito sensíveis, especialmente às mudanças. Pode levar algum tempo para os gatos se ajustarem a mudanças inesperadas, de modo que aprender a reconhecer seus sintomas de ansiedade o ajudará a relaxar. Quanto mais cedo você reconhecer os sinais da linguagem corporal do seu gato, mais cedo poderá dar-lhe uma carícia reconfortante quando se aproximar em busca de confiança e atenção. Dê o seu gato 2 ou 3 dias depois de qualquer grande mudança para que ele se acostume e volte ao normal.

 

Os olhos do gato estarão abertos sem piscar, com as pupilas dilatadas em forma oval ou circular.

As orelhas podem mover-se de sua posição frontal relaxada em busca de informações, girando independentemente cada uma delas. Se o gato está muito ansioso, pode até empurrar a cabeça para trás.

Ele começará a abaixar a cabeça, com os bigodes recuados para parecer pequenos e inofensivos, ou até mesmo movê-los para frente em alerta.

À medida que a ansiedade aumenta, o gato começa a encolher ou arquear as costas preparando-se para correr.

A linguagem do rabo do gato é muito importante: ele pode tê-lo quieto ou move-lo lentamente a ponta de um lado para o outro, o que é um sintoma de ansiedade.

 

ESTADO DE MEDO

O comportamento de um gato ansioso pode ser sutil, mas quando está assustado não deixa dúvidas: se tem medo de algo como um barulho alto, seu gato não se acalmará com um carinho e é até provável que seu brinquedo favorito ou mimos não deem resultado. Sua linguagem corporal dirá que ele está aterrorizado e só voltará ao normal quando se sentir seguro. Tente não se mover abruptamente para tranquilizá-lo, pois ele poderia interpretá-lo como outra ameaça. Em vez disso, se possível, elimine tudo que possa assustá-lo e espere que ele se acalme.

Se seu gato mostrar esse comportamento com frequência, será aconselhável consultar seu veterinário para que ele possa encaminhá-lo para o especialista apropriado.

 

As orelhas do gato vão para trás e a cabeça pode descer com o olhar direcionado para cima.

Ele pode fugir ou, se isso não for possível, permanecerá de pé ou agachado muito quieto.

Os olhos estarão muito abertos, com pupilas completamente dilatadas e bigodes para trás ou eriçados.

Eles podem sibilar ou cuspir em ameaças próximas, grunhir ou dar patadas.

Alguns gatos esticam as pernas da frente para parecerem mais altos ou arqueiam as costas e eriçam o pelo para parecerem maiores.

O rabo pode permanecer sob o corpo ou mover-se rapidamente de um lado para o outro.

 

ESTADO DE FRUSTRAÇÃO

Seu gato pode expressar frustração por um problema imediato, como não ter seu brinquedo favorito, ou sofrer uma frustração contínua de tipo depressivo por falta de estímulos (por exemplo, não ser capaz de expressar sua necessidade de caçar).

 

É fácil interpretar mal um gato com frustração contínua, por isso, se você pensa que ele pode estar sofrendo deste problema, é importante que consulte o seu veterinário para ajudá-lo a recuperar seu estado de ânimo.

 

Um gato intensamente frustrado geralmente se concentra com determinação em sua razão para a frustração, e fará todo o possível para alcançá-la.

Todos os seus sentidos estão focados em seu objetivo: os olhos totalmente abertos com as pupilas dilatadas, as orelhas para frente e os bigodes apontando para frente e estendidos.

Ele pode andar impaciente de um lado para outro se não for capaz de conseguir o que deseja.

Os gatos não podem manter essa frustração para sempre, por isso, se não conseguirem o que querem, podem desistir ou, em alguns casos, cair num estado de constante frustração ou mesmo depressão, dependendo da fonte de sua frustração.

Gatos com depressão prolongada podem ser letárgicos com frequência, não têm apetite e não demonstram interesse em brincar ou interagir com os outros.

 

ESTADO DE IRRITAÇÃO

Se seu gato mostra um comportamento irritado, você terá que ser cuidadoso. Evite sempre provocar um gato raivoso: não olhe para ele nem grite com ele, não faça movimentos repentinos nem tente tocá-lo ou acalmá-lo, pois ele pode interpretar como um gesto ameaçador e atacá-lo. Em vez disso, retire-se lentamente, elimine ameaças potenciais (se puder fazê-lo com segurança) e dê tempo e espaço para ele se acalmar.

 

Se o seu gato mostrar sinais de raiva com frequência, você pode pedir ajuda ao seu veterinário ou a um etologista especializado em comportamento de animais de estimação, para entender o motivo dessa linguagem corporal negativa do seu gato.

 

Um gato furioso ficará rígido, mantendo o rabo rígido e reto, ou enrolado em volta do corpo.

Ele agirá de um modo muito diferente do habitual: ele pode manter o silêncio, sibilar, cuspir ou grunhir.

Ele tentará parecer grande e ameaçador com os pelos eriçados e patas dianteiras muito rígidas, ou agachará em uma pose intimidadora.

As orelhas estarão esticadas e dobradas para trás, e os bigodes estarão rígidos e afastados do rosto.

O olhar será duro e penetrante. Suas pupilas vão estar contraídas, embora alguns gatos possam mantê-las arredondadas sem piscar.

 

ESTADO DE ALÍVIO

Quando um gato irritado, assustado ou frustrado sente que a ameaça passou, ele começa a se sentir aliviado. Tão importante quanto reconhecer quando ele está com raiva ou com medo, é aprender a reconhecer os sinais de alívio para ajudá-lo a recuperar seu estado normal de relaxamento.

 

Todo o corpo do gato pode mostrar alívio: alguns gatos até esticam todo o corpo para liberar a tensão!

Seus olhos, orelhas, cabeça, corpo e cauda relaxam visivelmente.

Os bigodes recuperam uma posição calma longe do rosto e a cabeça desce.

Alguns podem bocejar, desviar a atenção e fechar os olhos, ou até mesmo podem começar a se lavar.

Com um certo conhecimento de como seu gato reage às mudanças e de como exibe sua felicidade, você poderá ajudá-lo a se manter saudável, tanto física quanto emocionalmente. Se você quiser mais informações sobre o comportamento do seu gato, entre em contato com nossa equipe de Pet Care.

 

 

Você pode gostar

A Chegada de um Novo Gato em Casa
Levar um gato ou gatinho para casa pela primeira vez é muito excitante, mas é preciso um pouco de planejamento.
Como Alimentar o seu Gato Idoso
À medida que seu gato cresce, suas necessidades nutricionais mudam. Em Purina, você encontrará mais informações sobre os melhores alimentos para gatos idosos. Confira!
Faça da sua Casa um Lar Acolhedor para o seu Gato
Clique e veja algumas dicas muito importantes para que você forneça um espaço seguro para seu gatinho viver.