Cão com prisão de ventre: 7 dicas para melhorar constipação

Purina ONE Cão com prisão de ventre: 7 dicas para melhorar constipação

Ir menos vezes ao banheiro ou demorar na hora de fazer as necessidades podem indicar um caso de cão com prisão de ventre. Geralmente, a constipação canina está ligada ao sedentarismo, alimentação desregulada e pouca ingestão de água. É uma condição que gera desconforto ao cão e deve-se ter alguns cuidados para melhorar e prevenir. 

Confira neste artigo como ajudar um cão com prisão de ventre:  

  • O que é constipação canina?
  • Os dois tipos de prisão de ventre canina
  • Cão com prisão de ventre: as principais causas
  • Como identificar um cão com prisão de ventre
  • 7 dicas para ajudar um cão com prisão de ventre
  • Cão com prisão de ventre: como prevenir

 

O que é constipação em cães?

Um cão com prisão de ventre sente desconforto e deve ser tratado adequadamente. Um problema bem parecido com o dos humanos, a constipação em cães caracteriza-se pela dificuldade nos movimentos do intestino; ou seja, o pet precisa fazer muito esforço para evacuar e, geralmente, as fezes estão ressecadas. E o que pode causar a prisão de ventre canina? É o que veremos a seguir.   

Os dois tipos de prisão de ventre canina

Na maioria dos casos, a prisão de ventre canina não está associada a um distúrbio físico ou a uma anormalidade no trato intestinal; assim, é classificada como constipação primária, e as causas mais comuns são falta de fibras na alimentação, pouca ingestão de água e sedentarismo.

Mas, a prisão de ventre também pode ser um sintoma associado a doenças de gravidade variada, como tumores, distúrbios metabólicos e inflamações da glândula adanal. Por isso, a consulta veterinária é importante para diagnosticar precisamente a causa da constipação.

Cão com prisão de ventre: as principais causas

Para melhor entender a constipação em cães, é interessante conhecer alguns fatores relacionados a essa condição. Assim, fica mais fácil para ajudar a aliviar os sintomas de um cão com prisão de ventre e a melhorar o quadro em situações mais graves.  

As principais causas de constipação canina primária

  • Baixa ingestão de fibras
  • Desidratação
  • Sedentarismo
  • Efeitos colaterais de medicamentos
  • Lambedura excessiva (pelos no intestino)
  • Ansiedade
  • Ingerir objetos (pedaços de brinquedos, cordas, pano, etc) 

Constipação canina associada a doenças

  • Tumor no intestino
  • Câncer de próstata (cães machos não castrados)
  • Inflamação da glândula adanal
  • Artrite (cães idosos podem ter dificuldades para se agacharem)

Além disso, é preciso saber identificar quando o cão está com prisão de ventre. Vamos mostrar os principais sintomas na próxima seção.

Como identificar um cão com prisão de ventre

Se você reparar que o seu mascote está indo com menos frequência ao banheiro, já é um sinal que pode indicar constipação canina. Por isso, é fundamental observar a rotina do seu cão, fazer anotações, verificar se está sentindo dor no momento de fazer as necessidades ou se está demorando muito. Veja a seguir os principais sintomas para identificar um cão com prisão de ventre:

Principais sintomas de um cão com prisão de ventre

  • Fezes endurecidas (ressecadas)
  • Sentir incômodo
  • Muito tempo na posição de defecar
  • Redução na ida ao banheiro

Cão com prisão de ventre: sinais de problemas graves

  • Muito desconforto
  • Falta de apetite
  • Mais de 1 dia sem defecar
  • Vômitos
  • Sangue nas fezes

Em ambos os casos, é importantíssimo que você leve o seu mascote ao veterinário – principalmente se algum dos sinais de problemas graves se manifestarem.

7 dicas para ajudar um cão com prisão de ventre

  1. Aumentar a ingestão de água: providencie água fresca e limpa todos os dias (trocar a água pelo menos 3 vezes ao dia); deixe o pote em fácil acesso (use um suporte ou uma caixa para o pote ficar na altura do pescoço do cão, assim fica mais confortável para beber).
  2. Alimento úmido: uma excelente opção para auxiliar na ingestão de água; procure por alimentos úmidos completos e balanceados, que contenham ingredientes naturais e funcionais, como é o caso de Purina One – aliás, o seu mascote não vai resistir ao sabor!
  3. Alimentação com mais fibras e alta digestibilidade: as fibras auxiliam na absorção de água e a regular a capacidade do intestino de mover o alimento. Outro fator fundamental é a alimentação conter ingredientes naturais e de alta qualidade, o que favorece a absorção de nutrientes (alta digestibilidade); além disso, ingredientes funcionais ajudam a fortalecer a flora intestinal, prevenindo problemas como a constipação. Todos esses cuidados você encontra em Purina One alimento para cães com ingredientes naturais e funcionais – inclusive, traz melhorar visíveis à saúde do pet em até 28 dias. 
  4. Mais exercícios: monte um cronograma de brincadeiras para você fazer todos os dias com seu mascote; pode dividir em 3 sessões de 10 minutos por dias; brincadeiras com bolinha e pega-pega são bem-vindas. *Só tome cuidado se seu cão for idoso: brincadeiras mais tranquilas já resolvem.
  5. Passear: aumentar a frequência dos passeios (o ideal é todos os dias, se possível 2 vezes ao dia). Procure passear em lugares onde outros cães passam, pois o cheiro estimula o pet a fazer as necessidades.
  6. Manter uma rotina: os cães podem ficar muito ansiosos se não sabem o que vai acontecer no seu dia; e o emocional é um dos fatores que influenciam na frequência de idas ao banheiro; tente montar uma rotina de atividades com horários para as refeições, brincadeiras e passeios.
  7. Laxante canino: nos casos de constipação canina mais persistentes, talvez o veterinário receite um laxante canino; use somente sob prescrição médica. 

Cão com prisão de ventre: como prevenir

Como diz o ditado popular: o melhor remédio é a prevenção! Isso vale para os nossos mascotes caninos também. Todos os cuidados mencionados na seção anterior (exceto a 7ª dica) servem para prevenir problemas de cão com prisão de ventre. Lembre-se de sempre levar o seu cão periodicamente às consultas veterinárias.

 

Perguntas Frequentes

O que é bom para soltar o intestino do cão?

Nos casos de constipação canina que persiste por mais tempo, o veterinário pode receitar laxante específico para cães; evite dar leite ou outros alimentos sem a recomendação médica, pois pode causar mais desconforto e até intoxicação alimentar.

O que fazer quando o cão não consegue defecar?

Para ajudar um cão com prisão de ventre, recomenda-se que se aumente a ingestão de água (troque a água 3 vezes ao dia para mantê-la fresca e limpa); servir alimento úmido para auxiliar na ingestão de água; aumentar a frequência de passeios; oferecer uma ração rica em fibras e com ingredientes naturais e funcionais que promovem a saúde da flora intestinal.

Quanto tempo meu cão pode ficar sem fazer cocô?

Se o cão ficar mais de um dia sem fazer cocô é um sinal de alerta que pode indicar um problema grave de constipação canina; leve o cão ao veterinário para realizar exames e ter o diagnóstico exato.

 

Fontes:

  • https://vcahospitals.com/know-your-pet/constipation-in-dogs
  • https://www.vets-now.com/pet-care-advice/constipation-in-dogs/
  • https://pets.webmd.com/dogs/dog-constipation-causes-treatment#1